O roubo de pet vem aumentando: cuidado – Condoplus


O roubo de pet vem aumentando: cuidado

19 de março de 2021

O sequestro de cachorros tem aumentado, mesmo neste período da pandemia, apesar da grande adesão na adoção de pets, esse tipo de crime continua a atingir famílias paulistas.


Infelizmente essa realidade também vem atingindo a nossa Curitiba. Para se proteger dos sequestros, ensinamos alguns ensina técnicas:

– Animais castrados são menos roubados, pois não podem ser vendidos para a reprodução.

– Para diminuir os problemas de roubo e furto dos pets, o ideal é a aplicação do microchip na região do pescoço.

– Os microchips implantados na pele não são rastreáveis, são apenas uma forma eficiente de identificação do animal, se houver um problema.

– Chips rastreáveis são colocados em coleiras ou acessórios e podem ser removidos.

Meu pet foi roubado, e agora?

Mesmo com os cuidados acima, se você tiver seu animal de estimação furtado, é fundamental entrar em contato com a polícia. Segundo o advogado criminalista, Evandro Capano, ocorrências dessa natureza podem ser encaminhadas para as delegacias comuns de polícia mais próximas do delito. Ainda não existe nenhuma lei no Brasil que tipifique o roubo de animais domésticos, mas não é por isso que o ato deixa de ser crime.

“Na verdade, não tem grande diferença entre você entrar na casa de uma pessoa e furtar o veículo dela ou furtar o cachorro. Do ponto de vista jurídico, isso é furto. Não tem muita diferença. Existe a diferença afetiva, mas na lei não existe essa tipificação de conduta. Porém, se pedirem resgate, é extorsão”, explica Capano.

A pena para furto é de um a quatro anos de reclusão, mais multa. Em casos de extorsão, esse tempo sobe de quatro a dez anos e multa.

Fonte: Pets no condomíno     

Link: https://www.instagram.com/p/CJVv5LUnEnE/


COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA



Categorias


Postagens mais lidas

ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS

CONDOPLUS SOLUÇÕES EM COBRANÇAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS